Gerações X Y Z S na visão de um baby boomer (e vice-versa)


Gerações X Y Z'sBenne Catanante e Miguel Filliage

Ao ler esse livro, você irá constatar que essa é uma história verdadeira. O ambiente organizacional está repleto de Emanuéis, trintões, quarentões e cinquentões estressados, buscando desesperadamente a excelência, confrontando-se diariamente com várias gerações no trabalho e sem saber como lidar direito com universos de expectativas tão diferentes. Buscam excelência tentando seguir passos que deram certo no passado. Atitude que geralmente não funciona. Alguns estão sendo apelidados de “baby-tumba”, fazendo comparação caricata aos baby-boomers (geração que revolucionou costumes nos anos 60/70 e seus talentos que ainda estão nas organizações, se reinventam a cada dia). No decorrer da história de Emanuel você terá uma visão mais clara do perfil dos baby-boomers, que é a geração nascida entre 1945 a 1959.

O ambiente organizacional também está repleto de líderes da Geração “Y ou Net”, nascidos a partir dos anos 80, inovadores, cheios de garra e com suficiente know-how para contribuir com seus talentos, principalmente no que se refere à tecnologia da informação. Aqui compartilhamos não somente suas qualidades, mas os estereótipos relacionados a essa geração e vice-versa.

No meio desses dois polos de gerações, existe outra, a chamada Geração “X”, nascida no início da década de 60, que confronta crenças que sempre foram muito valorizadas no ambiente organizacional — como, por exemplo, a lealdade baseada na estabilidade e corporativismo.

Este livro descreve, faz reflexão e propõe caminhos no atual ambiente organizacional com lente de aumento nas condutas e comportamentos mais comuns em cada uma dessas gerações — e de maneira leve, bem humorada.

Para manter a liderança em alta performance o executivo Emanuel precisou mais do que entender de como conviver com essas gerações – precisou se reinventar como gestor de gente. Emanuel tinha foco somente no resultado e para isso os fins justificavam os meios. Meios antiquados. Mas os meios contemporâneos é que geram os resultados que os Emanuéis buscam. E a ferramenta-chave dos meios contemporâneos é a gestão integrada e simultânea das pessoas, dos processos e do negócio. Emanuel estava interessado só na última linha, nos resultados, e precisou se alinhar com os novos paradigmas para conquistar sucesso com paz interior.

Clique aqui e saiba como adquirir este livro com 30% desconto

1 Comentário para “Gerações X Y Z S na visão de um baby boomer (e vice-versa)”

  1. Como faço para comprar este livro? Qual o valor?
    Grata

Comente!